UFPR Jandaia do Sul visita o Museu Dinâmico Interdisciplinar (MUDI) da UEM.

 

Estudantes da disciplina de Divulgação Científica e de projetos de Extensão visitam o MUDI/UEM e debatem estratégias de popularização da ciência com a equipe do museu.

Um encontro para vivenciar e discutir a popularização da ciência em espaços não-formais de educação: este foi o mote da noite de 10 de agosto de 2022, quando estudantes de graduação da UFPR Jandaia do Sul visitaram o Museus Dinâmico Interdisciplinar da Universidade Estadual de Maringá.

Por iniciativa da disciplina de Divulgação Científica, obrigatória para as Licenciaturas e optativa para as Engenharias da UFPR Jandaia, um seleto grupo de estudantes da Federal passou mais de duas horas conhecendo e discutindo com a equipe do MUDI/UEM a trajetória e as estratégias de educação não-formal de museus e centros de ciência e tecnologia.

A equipe do MUDI/UEM foi bastante receptiva e valorizou a oportunidade de, além de apresentar seu trabalho, como fazem todos os dias, conversar sobre pedagogia museal, formação de monitoria para museus, composição de acervos e políticas públicas de divulgação.

Experimentos, práticas e materiais na área de Química, Física, Matemática, Biologia e até Antropologia compunham os ambientes e vivências preparadas pelo MUDI para receber os estudantes da UFPR Jandaia. A estudante Ana Carolina Guilhen, licencianda na área de Física, descreve que “a experiência permite compreender melhor a importância desses espaços culturais e educativos, e abre a cabeça sobre outros campos de atuação além da escola”. Ana, que também é intérprete da Língua Brasileira de Sinais, aproveitou a visita para divulgar o trabalho do MUDI/UEM em LIBRAS para a comunidade surda da região, por meio de seu Instagram @sinaisdafisica.

Coordenador da Licenciatura em Ciências Exatas e responsável pela disciplina de Divulgação Científica, o professor doutor Marcelo Valério reputou a visita como uma “oportuniza a reflexão dos estudantes sobre as práticas pedagógicas e de comunicação em espaços não formais de educação científica”.

Assim, enquanto consolida sua infraestrutura e planeja seus próprios espaços, a UFPR Jandaia segue fortalecendo os laços com as outras instituições da região, buscando conhecer melhor as iniciativas locais e estabelecendo parcerias de trabalho extensionista, de pesquisa e, até, como campo de estágio.