Menu

Uma doença do fígado transmitida por via sexual?

A hepatite B √© uma infec√ß√£o no f√≠gado causada pelo v√≠rus da hepatite B. Pode apresentar-se de diversas formas, desde uma infec√ß√£o aguda e sem sintomas, at√© uma infec√ß√£o cr√īnica que evolui para cirrose hep√°tica ou c√Ęncer de f√≠gado.

√Č considerada um problema de sa√ļde p√ļblica mundial, veja abaixo o motivo:

 

Hepatite B em n√ļmeros

▪ Em 2015, a OMS (Organiza√ß√£o Mundial da Sa√ļde) estimou 257 milh√Ķes de indiv√≠duos vivendo com hepatite B cr√īnica;

▪ Tamb√©m em 2015, a hepatite B foi causa de 887 mil √≥bitos no mundo;

▪ A regi√£o Sul do Brasil √© uma das que mais tem casos de hepatite B no pa√≠s, sendo que o Paran√° ocupa a 6¬™ coloca√ß√£o em taxa de detec√ß√£o da doen√ßa (contabilizando os 26 Estados e o distrito federal, em 2018). Veja na imagem abaixo:

 

▪ A infec√ß√£o ocorre, principalmente, na faixa et√°ria de 20 a 60 anos, ou seja, em pessoas sexualmente ativas. Outras faixas et√°rias tamb√©m s√£o acometidas, por√©m em menor n√ļmero.

 

Uma doença do fígado pode ser transmitida por via sexual?

Parece estranho, mas √© verdade. O v√≠rus da hepatite B, apesar de causar doen√ßa no f√≠gado, pode ser transmitido nas rela√ß√Ķes sexuais, ou seja, a hepatite B faz parte das ditas infec√ß√Ķes sexualmente transmiss√≠veis (ISTs). Ali√°s, a principal forma de transmiss√£o dessa doen√ßa em nosso pa√≠s √© justamente a sexual.

O contato com sangue contaminado também pode transmitir o vírus, por isso é extremamente importante o cuidado em atividades como confecção de tatuagens, colocação de piercings, manicure, barbearia, dentre outras. Caso a higiene e a esterilização de materiais sejam inadequadas, a transmissão pode ocorrer. Importante lembrar que o instrumento ou o material a ser utilizado não precisa conter grandes quantidades de sangue contaminado para que a transmissão ocorra; quantidades microscópicas, isto é, não visíveis a olho nu, são suficientes para isso.

Há ainda o modo de transmissão dito vertical, que é quando a grávida transmite ao bebê durante a gestação ou, mais comumente, na hora do parto.

O compartilhamento de agulhas no uso de drogas injet√°veis tamb√©m facilita a transmiss√£o, assim como transfus√Ķes sangu√≠neas em condi√ß√Ķes sanit√°rias inadequadas.

 

Sintomas

*Infecção aguda:

Se a infec√ß√£o aguda se deu na inf√Ęncia, geralmente n√£o ocorrem sintomas, por√©m a evolu√ß√£o para infec√ß√£o cr√īnica √© a regra.

J√° em adultos, uma parcela apresenta sintomas de: febre, perda de apetite, n√°useas, v√īmitos, diarreia, dores musculares. Alguns podem ainda ter icter√≠cia (cor amarelada na pele e na parte branca dos olhos), fezes esbranqui√ßadas e urina escura. Ao contr√°rio das crian√ßas, poucos s√£o os adultos que evoluem para infec√ß√£o cr√īnica (cerca de 5 a 10%).

 

*Infec√ß√£o cr√īnica:

Quando o organismo n√£o consegue ‚Äúvencer‚ÄĚ o v√≠rus e a infec√ß√£o perdura por mais de 6 meses, temos a chamada hepatite B cr√īnica. Nessa fase, raros s√£o os sintomas, a n√£o ser que o paciente j√° esteja em est√°gios finais de doen√ßa hep√°tica ou c√Ęncer. O problema da infec√ß√£o cr√īnica √© justamente esse, ap√≥s anos e anos de ‚Äúluta‚ÄĚ entre v√≠rus e sistema imune nas c√©lulas do f√≠gado, o resultado pode sim ser cirrose ou c√Ęncer neste √≥rg√£o.

 

Diagnóstico

O diagn√≥stico da hepatite B, tanto aguda, quanto cr√īnica, se d√° por meio de exames de sangue. Em casos de cirrose ou c√Ęncer, outros exames tamb√©m s√£o necess√°rios.

 

Como se prevenir de uma infecção por hepatite B?

– Usar preservativo nas rela√ß√Ķes sexuais;

– N√£o compartilhar objetos de uso pessoal (l√Ęminas de barbear/depilar, escova de dente, material de manicure);

РVacina: é a principal medida de prevenção.

 

Tratamento

Na hepatite B aguda, os medicamentos utilizados combatem apenas os sintomas. Na hepatite B cr√īnica, muitas vezes s√£o necess√°rios medicamentos que combatam tamb√©m o v√≠rus (antivirais), para impedir a evolu√ß√£o do quadro para cirrose hep√°tica e c√Ęncer de f√≠gado.

√Č recomendado que se evite a ingest√£o de bebidas alco√≥licas durante o tratamento, pois o √°lcool √© um importante causador de doen√ßa hep√°tica (veja: √Ālcool, um vil√£o l√≠cito ¬†e ¬†Por que a venda de bebidas alco√≥licas √© proibida para menores de 18 anos?).

 

Gestação e hepatite B

√Č imprescind√≠vel a realiza√ß√£o de exames diagn√≥sticos de hepatite B em todas as gestantes logo no primeiro trimestre de gesta√ß√£o. Em casos positivos para infec√ß√£o, a m√£e ser√° acompanhada em servi√ßo de pr√©-natal de refer√™ncia e, a depender do caso, far√° uso de medica√ß√£o antiviral ou de vacina ou de imunoglobulina (anticorpo) para evitar a transmiss√£o vertical. O rec√©m nascido tamb√©m dever√° ser acompanhado para a realiza√ß√£o das condutas necess√°rias ao caso.

Por que nos preocupamos tanto em evitar que o beb√™ ‚Äúpegue‚ÄĚ a infec√ß√£o? Porque quanto mais jovem a pessoa √© ao se infectar pelo v√≠rus, maiores as chances de esse v√≠rus n√£o ser ‚Äúderrotado‚ÄĚ pelo sistema imune e permanecer no organismo, causando hepatite cr√īnica e as j√° citadas potenciais complica√ß√Ķes de cirrose hep√°tica e c√Ęncer.

 

Vacina

A vacina da hepatite B √© uma das v√°rias previstas no calend√°rio nacional de vacina√ß√£o, ou seja, est√° dispon√≠vel gratuitamente pelo SUS (Sistema √önico de Sa√ļde), tanto para crian√ßas como para adultos. Caso voc√™ n√£o tenha recebido as 3 doses preconizadas, procure a UBS (Unidade B√°sica de Sa√ļde) mais pr√≥xima de sua casa e atualize a sua ‚Äúcarteirinha‚ÄĚ de vacina√ß√£o.

Todas as gestantes n√£o vacinadas ou vacinadas em esquema incompleto podem e devem receber a vacina da hepatite B.

 

Veja também: Hepatites Virais, Hepatite A, Hepatite C,  Já ouviu falar em cirrose hepática?

 

Autoria: Tayn√°

Setembro/2020

Fontes:

Minist√©rio da Sa√ļde

Organiza√ß√£o Mundial da Sa√ļde

Imagens disponíveis em:

<https://dicassobresaude.com/o-que-e-ictericia-e-como-trata-la-em-adultos-e-criancas/>

<https://www.mdsaude.com/gastroenterologia/cirrose-hepatica/>

<https://www.drakeillafreitas.com.br/vacina-da-hepatite-b/>

 

Universidade Federal do Paraná
UFPR – Jandaia do Sul

Rua Jo√£o Maximiano, 426
86900-000 | Jandaia do Sul | PR
direcaoja@ufpr.br
(41)98535-0118

Universidade Federal do Paraná
UFPR – Jandaia do Sul

Rua Jo√£o Maximiano, 426
86900-000 | Jandaia do Sul | PR
direcaoja@ufpr.br
(41)98535-0118


UFPR nas Redes Sociais



Campus Jandaia do Sul nas Redes Sociais


UFPR nas Redes Sociais



Campus Jandaia do Sul nas Redes Sociais